quarta-feira, 23 de março de 2011

Alimentação e Nutrição - 2ª parte

Já sabemos então que a alimentação que escolhemos para o nosso cão pode ter algumas repercussões sobre a saúde se não for adequadamente selecionados.
Apesar de termos uma grande quantidade de opções disponíveis de ração , há muitas pessoas que estão optando por fazer o alimento para seu cão. A decisão de não adotar rações esta ligada a fatores que vão desde problemas de saúde,convicções pessoais ,e até mesmo , pela dificuldade em não ter por perto uma loja que venda ração desejada ou prescrita pelo médico veterinário.
Em uma pesquisa da Associação de Alimentos para Animais de Estimação ( ANFALPet) , demonstrou que somente cerca da metade da população de cães e gatos do Brasil é alimentado com rações. Imagina-se que grande parte do restante ainda se alimenta de sobras de comida de seus donos.Estes restos de comidas não são equilibradas e ,geralmente,são muito ricas em gorduras, excesso de carboidratos e temperos culinários como o sal, deficientes de alguns minerais, lipídeos, proteínas ; que podem causar desordens nutricionais aos cães.Nem todos alimentos que o homem consome fazem bem para cão , e alguns podem até a ser tóxico.Mas nem toda comida caseira é prejudicial ao cão. Podemos preparar uma ótima comida que contenha diferentes ingredientes frescos e balanceados (carnes variadas , legumes, cereais, etc). É essencial que haja um rigor na escolha dos alimentos utilizados e a quantidade certa . Alimentação caseira deve suprir todas as necessidades do cão ,sem carências ou excessos , para garantir uma boa saúde a vida toda.
"As dietas caseiras apresentam vantagens e desvantagens quando comparadas aos alimentos comerciais. É sempre importante avaliar todos os pontos, tanto de um quanto de outro, para uma tomada de decisão acertada.
As dietas caseiras podem ser utilizadas em diversos tipos de casos como, por exemplo, alergias nutricionais, obesidade, síndrome da má absorção, oncologia, problemas renais, ou mesmo quando o animal é saudável, mas seu proprietário quer uma alimentação personalizada e diversificada. É importante lembrar sempre que estas dietas devem ser elaboradas de maneira balanceada, respeitando-se os requisitos dos animais e os objetivos para qual a mesma se destina".Dra. Flavia Saad , Médica veterinária, Ph.D em Nutrição - Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras (UFLA) – Núcleo de Estudos em Nutrição de Animais de Companhia (NENAC).
Para cozinhar para o seu cão , é preciso não apenas tempo disponível, também é preciso conhecimento profundo das propriedades de cada alimento e como ele deve ser feito. Uma alimentação caseira podem sair no mesmo preço ou até mais caro que uma ração de boa qualidade!



Ração ou comida caseira ?

Em qualquer uma das opções , devemos procurar uma alimentação capaz de atender integralmente as exigências nutricionais do nosso cão. Oferecer uma alimentação balanceada que possua ingredientes de alta qualidade, palatabilidade e digestibilidade. Encontrar alimentação pode ser um desafio, mas cabe a você descobrir o que funciona melhor para você e seu cão, de acordo com suas preferências e a necessidades.
Se você não tem certeza sobre a maneira correta de alimentar o seu cão ou tiver dúvidas converse com seu veterinário e criador.


Rações comerciais Seca

Não sou a pessoa mais indicada para dizer qual a melhor ração a ser dada para o seu Malamute, apenas posso sugerir que você de preferência as rações classificada como premium ou super premium. "O problema encontrado com as rações de baixo custo é que ao mesmo tempo em que se utilizam níveis nutricionais inferiores , os ingredientes também apresentam digestão ruim, o que pode prejudicar a saúde do animal. Tendo em vista que a digestão do alimento está relacionado com a qualidade dos ingredientes empregados na formulação , a Associação Nacional de Fabricante de Alimentos para Animais de Estimação ( ANFALPet) , tem procurado criar padrões de qualidade para os alimentos por segmentos comercial, baseando-se em resultados de digestibilidade de cada produto.Desta forma,sugere-se que alimentos dos segmentos popular, premium e super premium apresentem pelo menos 70%,75%,80% de digestão da matéria seca ingerida , respectivamente. Para a proteína, estes valores são semelhantes e para gordura são respectivamente de 80%,85% e 90%. Pode-se perceber que , a medida que se melhora a qualidade , o aproveitamento do alimento também é aumentada, o que se reflete não só na saúde , mas também na produção de menor fezes pelos animais. Para o alimento econômicos, estes parâmetros não são definidos , mas o que se percebe é que devido ao baixo custo , estes produtos geralmente apresentam também digestão e palatabilidade inferior." Dr. Ricardo Souza Vasconcellos - Nutrição de Cães e Gatos FCAV- Unesp/Jaboticabal.





Como posso avaliar se a ração é boa para meu cão?

"Avaliação de rações por proprietários":
Nós nutricionistas temos muitos critérios para avaliar uma ração. Mas para vocês, proprietários, fica difícil avaliar com as ferramentas que temos.
Então, sempre coloco o seguinte: o melhor critério para avaliação é a observação do próprio animal. Mesmo porque existem vários fatores individuais. Uma ração pode ser excelente sob o ponto de vista nutricional e o animal não adaptar a ela. Mas alguns pontos podem ser observados:

1- A qualidade das fezes é sempre importante.
Uma boa ração não pode deixar as fezes pastosas. Descartada a possibilidade de doenças, se isto estiver acontecendo, é sinal que algo não está bem nutricionalmente. Pode ser excesso de fibras insolúveis, má qualidade de ingredientes, etc. As fezes também não podem ser em grande volume (e se desfazendo facilmente). Isto também indica indigestibilidade dos nutrientes.
Um excesso de carboidratos na dieta leva a uma fermentação lática acentuada e as fezes apresentam-se de pastosas com coloração clara e cheiro ácido (sem cheiro de podre).
As fezes têm que ser bem formadas, em pequeno volume, consistentes, porém macias. Não podem ser ressecadas. Fezes ressecadas indicam grande absorção e transito intestinal lento, além de pouca quantidade de fibras insolúveis. As fibras não devem estar em excesso, mas são importantes para a motilidade intestinal e prevenção de câncer de intestino.
O cheiro é importante também. As fezes não podem ter cheiro de podre. Isto significa que a proteína não foi bem digerida. Neste caso observa-se fezes bem escuras e as vezes pastosas, mas nem sempre.
Mas um pouco de cheiro SEMPRE tem. Fezes com nenhum cheiro não existe. Nem nas rações indoor (que utilizam Yucca como sequestrantes de odores)

2 - A qualidade do pelo reflete muito a dieta
Uma dieta saudável reflete em pêlo brilhante e resistente. Pelo quebradiço, caindo demais generalizadamente (alopecias localizadas são indicativos de outras patologias) sem causa patológica normalmente liga a luz de alerta. Deficiências de zinco, deficiências de ácidos graxos (normalmente causados por rações peroxidadas devido à má armazenagem), proteínas de perfil aminoacídico desbalanceado podem levar a este quadro.

3 - Qualidade da pele
Rações de má qualidade levam a descamação de pele anormal, dermatoses e outros problemas. Mas antes de afirmar que é a ração, problemas patológicos devem ser descartados.

4- Cheiro do próprio animal.
Raramente animais saudáveis e recebendo rações de boa qualidade não cheiram mal e os banhos são completamente dispensáveis (claro que se o animal se suja muito, deve tomar banhos, mas não em demasia)

5- Preferências individuais dos animais
Não adianta nada a ração ser maravilhosa nutricionalmente se o animal não gosta dele. Mas atenção, o fato dele gostar muito não indica que ela é boa.
Outro ponto; os animais sempre comem mais que suas necessidades nutricionais quando o alimento é palatável e é novidade. Depois vão diminuindo o consumo até estabelecer um consumo ajustado à suas necessidades energéticas. Aqui vejo muito proprietário achando que o animal enjoou da ração e trocando por outra. Isto pode levar à quadros de obesidade. Mesmo que você ache que ele esta comendo pouco, observe o aspecto geral do animal. Perdeu peso? Não? Então está comendo o correto.
Um animal saudável apresenta "score corporal" adequado; costelas, espinha dorsal não visíveis mas facilmente palpáveis. Pequenas quantidades de gordura palpáveis na caixa torácica. Cintura e dobra abdominal visíveis e ausência de depósitos de gordura na espinha e na base da cauda.

6. Avaliação do produto em si
Conteúdo de energia metabolizável - a maioria das rações fornece este dado no rótulo e esta informação é muito importante para o cálculo do consumo de alimentos e nutrientes. A preferência vai para fabricantes que apresentem este dado na embalagem. Fuja daqueles que não a fornecem.
Preço é um fator importante. O ideal seria a avaliação do custo da alimentação diária, baseando-se no consumo de energia ou, no mínimo, custo do quiligrama de nutrientes na base seca.
Reputação do fabricante Subjetivo mas muitas vezes eficaz. Avaliar se a empresa tem boa reputação nacional e internacionalmente, preocupação em conhecer e pesquisar sobre nutrição. A inclusão de dados na embalagem sobre digestibilidade e energia metabolizável são bons indícios, assim como telefone para sugestões e reclamações sobre o produto.
Manutenção dentária avaliação da dureza da ração. A partícula não pode ser muito dura nem muito macia.
É importante que as fontes dos nutrientes sejam da mais alta qualidade, de modo a oferecer a maior digestibilidade possível dos nutrientes. Rações que contem farinha de penas, farinha de sangue, etc, não tem boa digestibilidade nem bom perfil de aminoácidos". Dra. Flavia Saad , Médica veterinária, Ph.D em Nutrição - Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras (UFLA) – Núcleo de Estudos em Nutrição de Animais de Companhia (NENAC) postado na Comunidade do orkut " Alimentação de Cães e Gatos".






Pesquisando em sites de criadores, foruns da raça ; e perguntando para a proprietários de Malamute no exterior e no Brasil, "Qual a ração que voces dão para seu Malamute?", as marcas mais informadas no Brasil foram : Proplan, Hill's , PremieR e Royal canin. No exterior as rações citadas foram: "Solid Gold Wolf Cub Large-Breed","Orijen","Blue Wilderness Salmon","TOTW Wetlands Canine Formula","Innova","Go Natural Grain Free Endurance", "Artemis Maximal Dog", "James Wellbeloved","Natural Balance"," Canidae ","Nutro Natural Choice","Eagle Pack", "Nature's Recipe". Estas rações são a nova tendência do mercado de fora, são as rações holisticas e naturais . Estas rações são baseada numa dieta caseira ,livre de conservantes, corantes e sabores artificiais. Algumas em sua composição não inclui trigo, glúten de trigo, soja, milho, produtos transgénicos ou subprodutos de origem animal e vegetal. Elas podem ser de salmão ou outros tipos de peixes, cordeiro,carne assada, pato , peru e até de Bisão. O Canil "Shayo Alaskan Malamute" optou em desenvolver sua própria ração para seus cães malamutes, em   três opções:Salmão,cordeiro ou frango.
Gostaria muito de dar uma desta rações para meu malamute, mais infelizmente não encontro no Brasil. Das marcas internacionais encontrada no Brasil , o fabricante não nos disponibilizam todas as linhas de ração, e exatamente estas linha são as mais especifica para raça malamute. Por exemplo,não temos a "Eukanuba Naturally Wild North Atlantic Salmon and Rice Formula Dog Food" , "Pro Plan Shredded Blend formula", e nem a "Hill's Nature's Best" .

O Canil Hudsons Alaskan Malamute elaborou um sistema de pontuação e a classificação das rações.

Orientações:

  • Sempre compre ração em lugar de boa procedência e que mantenha condições de higiene adequadas. Evite lojas que tenha aves, passaros, etc , no mesmo local onde se encontra as rações.
  • Ao comprar a ração veja se esta em bom estado e bem lacrada. Não aceite rações com embalagem furada ou rascada!!!
  • Observe sempre a data de validade, que deve estar bem visível.
  • Não compre a granel!! A ração que fica exposta aberta numa loja perde os nutrientes e podem até conter bolor!!
  • A ração deve ficar em local fresco, seco, sem umidade e, de preferência, em cima de um estrado.Também não guarde o pacote de ração perto de produtos de limpeza, quimicos e toxicos!!
  • É aconselhavel guardar a ração na sua própria embalagem dentro de um baldão bem fechado. O tamanho da abertura feita na embalagem na hora de abrir deve ser o sufuciente para retirar o produto. Não deixe o medidor (canequinha dosadora) dentro da ração. Retire ,lave-o e guarde após usar.
  • Mantenha uma rotina de horários. Deixe o alimento à disposição somente por 30 min. e após retire o comedouro, mesmo que o seu cão não tenha comido tudo. Jogue fora o restante , pois os croquetes que sobraram podem estar babados e podem fermentar!! Ofereça a ração somente no horario da próxima refeição. Não deixe a ração direto no comedouro.Rações que ficam expostas podem atrair insetos e bichinhos, perde a palatividade, o sabor e a textura crocante.
  • Limpe o comedouro após todas as refeições.

Ração comercial úmida

Em latas ou em pagotinhos , possuem uma consistencia mais macia , ideais para cães idosos que perderam os dentes,desnutridos ou pós-cirúrgico . Estas rações tem alta absorção e as fezes não formam tanto volume prevenindo a constipação. Sua palatabilidade é alta, ou seja , mais apelo para o olfato e paladar do cão, sendo assim, também indicada para cães mais exigentes, enjoados para comer.Caso seje indicado misturar a ração seca com a úmida, o calculo deve ser refeito pelo veterinário para balancear a alimentação ,só assim ,voce não corre o risco de sobrecarregar a alimentação do seu cão. Ela pode ser oferecida como única fonte de alimentação mais não é considerada ideal. Tem alto teor de agua,sendo o necessario oferecer mais quantidade do que uma ração seca. Possui também mais gordura em sua formulação e um alto nível de sal e açúcar e consequentemente um maior valor calórico. Não tem a mesma capacidade auto limpante realizada pelas rações secas nos dentes dos cachorros, deixando muitos resíduos alimentares na boca e nos dentes dos cachorros, facilidando o acúmulo de tártaro.
Temos a linha prescrição em alimentos em lata , estes são formulados especialmente para ajudar a tratar animais com problemas de saúde ( doenças cardíaca,renal, do trato digestivo,diabete,etc).
Estes alimentos depois de abertos se não for todo consumido, deve-se guardar na geladeira em outro pote, não guarde a lata na geladeira.Leia orientação de quantos dias podem ser consumidos após aberta.Convém amorná-lo após retirar da geladeira. Observe sempre a data de validade,que deve estar bem visível.


BARF (Biologically Appropriate Raw Food - Alimentação Crua Biologicamente Apropriada) e RMB (Prey Model - Modelo com presas inteiras)


Estas duas correntes da alimentação natural são mais recente no Brasil e tem conquistado um grande número de fãs, mas já existe há muito tempo no exterior. No Brasil contamos com um execelente site "Cachorro Verde" .Este site nos da uma boa orientação sobre os tipos de alimentações naturais. Mais como o próprio site informa , antes de ingressar em qualquer uma das alimentação natural para cães e gatos, recomendado que os proprietários e criadores submetam seus animais a exames laboratoriais de rotina, como hemograma, glicemia, coproparasitológico , função renal e hepática, além de um exame físico completo feito pelo médico veterinário. Algum desse exames devem ser feitos 6 em 6 meses ou anual para monitorar a saúde do cão.
Para ter uma consultoria em alimentação natural recomendo o Blog Alimentações de cães e Gatos .




Canis de Malamutes que alimentam seus cães com BARF/ RMB:


Mais peço que todos leiam também
Raw Meat: A Dangerous Fad (Carne crua: uma moda passageira perigosa)
 
  • Um ponto muito importante que devemos ficar atentos são os problemas periodontais, ja que na alimentação caseira cozida e na ração úmida o cão tem muito mais chance de ter tártaro, halitose e gengivite. Portanto as escovações dentárias devem ser mais frequentes, e se for preciso , Uma limpeza  anual dos dentes por um veterinário é recomendada.






Água - um nutriente essencial!!

Como nós , os cães não podem viver sem água. A água mantém o corpo hidratado e promove as funções normais dos sistemas do cão. Dois terços do cão são formados por água e todos os seus tecidos são banhados por ela: 80% do peso do músculo são constituidos por agua! Se o organismo de um cão pode perder todas as suas gorduras e a medade de suas proteínas e permanecer vivo, a perda de somente 15% de água da constituição corporal vai provocar a morte. As funções da água são tantas e tão importantes que ela é essencial!! As necessidades diárias do cão encontam-se em torno de 60 ml por quilo de peso corporal ( com variações às vezes significativas quando em situações mais exigentes como, muito calor, esporte, gestação ,lactação ,etc).
 Verifique sempre se o seu Malamute tem acesso a agua potavel em todos os momentos. Quanto mais fresca a água, mais atraente ela é para o cão. Portanto troque a água do seu cão pelo menos 3x ao dia. Cuidado!!Organismo ruins (Parasitas, giardia,etc) é um dos problemas mais comuns adquiridos através da água não tratada. Se na sua região a qualidade da água encanada não for boa, é melhor oferecer água filtrada ou mineral. No entanto, a melhor água do mundo não vai ajudar se ele é colocado em um recipiente sujo. Tigelas de água devem ser lavados diariamente e desinfetados periodicamente. Use uma tigela de boa qualidade e troque quando estiverem arranhadas e desgastadas. Tigelas de aço inoxidável são os mais fáceis de limpar e resiste arranhões que podem abrigar bactérias.
Malamutes adoram cavar as suas tijelas de água!!!Deixe a água para consumo num suporte alto.

  • Curiosidade:cães de trenó  iram passar meses sem água no estado líquido,mas sobrevivem consumindo neve e gelo.






Referencias:
Water: A Nutritional Requirement
Enciclopédia do Cão - Royal canin - Editora Aniwa Publishing
Revista Animais de Companhia - Edição 09 - março de 2010 - Editora Moinho
Revista Bicho em Casa- " Seu cão é o que ele come".

segunda-feira, 14 de março de 2011

Alimentação e Nutrição - 1ª parte

A saúde do cão depende fundamentalmente de uma alimentação correta. Diversas doenças comuns são em parte causadas por uma nutrição inadequada. Alimentação e nutrição não são sinônimos. Há uma diferença enorme de significado entre elas. Quando falamos em alimentação , nos referimos ao simples fato de comer , independente da qualidade do que é ingerido. Já a nutrição é suprir as necessidades do corpo , com qualidade certa de cada substância. Portanto, devemos fornecer alimentos nutricionalmente equilibrados e desenvolvidos para cada fase de vida ( crescimento, adulto , senior, gestante, etc ), o tamanho da raça ( pequeno , médio , grande ou gigante) , nivel de atividade fisica ( baixa, media ou alta) ou estado de saúde ( diabetico , cardiopata , etc ) do cão .
Cada vez mais há uma preocupação com as especificidades raciais, observando as raças e compreendendo suas particularidades morfológicas , fisiológicas e comportamentais. Desta forma podemos prevenir ou corrigir problemas particulares de cada raça.  Por exemplo, cães da raça grande têm um aparelho digestivo muito sensível e ao menor estresse pode ocasionar o amolecimento das fezes ou diarreias. Há variações da tolerância digestiva em função do tamanho , isto é , porque , para um mesmo alimento , um cão de porte pequeno terá melhor digestão do que um cão de porte grande. O cão de porte grande necessita de alimentação particularmente digerível e suficientemente energética para evitar refeições volumosas. Algumas raças são menos tolerantes a altos níveis de carboidratos , isso é mais comumente visto nas raças articas (Malamutes do Alasca e Huskies Siberianos).


 "Falls Creek"  foto de Charlie Brown 

 O que um cão come deve, obviamente, ser proporcional ao nível de atividade . Uma dieta para manter um cão ativo em boa condição física é preciso adaptar a densidade energética do alimento às suas necessidades.
Um cão de trenó em percurso de longa duração pode multiplicar sua necessidade energética de manutenção por 8.5!! Um cão de trenó no seu habitar necessita de uma alimentação gordurosa para lutar contra o frio e fazer um trabalho intenso. Um cão da mesma raça que não tem este nível de atividade , e não vive num clima tão frio , não será aconselhado pelo veterinário receber a mesma alimentação."Eles precisam de dieta rica em gordura e proteínas, que seria desbalanceada para cães que não praticam esse tipo de exercícios". (Musher Kathy Frost).



Oliver's Snowolf Qilaq

Até que atinja o tamanho e o peso de adulto, o cão tem necessidades alimentares especificas que devem ser satisfeitas. Do crescimento depende o desenvolvimento harmonioso do esqueleto e da musculatura bem como grande parte da condição física do cão. Os filhotes necessitam de refeições menores, dadas com mais frequentes. A porção diária do filhote deve ser dividida em três ou 4 vezes ao dia , até que tenha seis meses e , a partir de então, divida a porção diária em duas refeições. É preferível manter este sistema de dividir a porção diária em duas refeições mesmo adulto. Nesta fase de crescimento é importante que um veterinário avalie o peso corpóreo, e a condição corporal, e prescreva a quantidade de alimento a ser dado. No primeiro ano de vida é fundamental que os cães tenham o peso ideal.  Em alguns sites da raça é recomendado manter o filhote magro durante seu primeiro ano de vida. Isto significa que você deve ver a definição da caixa torácica, mesmo com seu casaco pesado , você deve sempre ser capaz de sentir as costelas. A alimentação excessiva em filhotes leva ao excesso de peso sobre um esqueleto ainda frágil, podendo levar a problemas nas articulações e ósseos. Qualquer excesso alimentar pode ocasionar a fermentação intestinal juntamente com uma digestão incompleta, que acarretam uma eliminação rápida do conteúdo digestivo. Portanto lembre-se, a capacidade digestiva do filhote é limitada e ,se for ultrapassada, a sobrecarga dará origem a diarreias. Assim ,deve-se ter cuidado com a gulodice deste cedo na raça! !Nós proprietários também  temos de nos controlar, estamos sempre querendo agradar estes pequeninos e ficamos dando guloseimas o tempo todo. As vezes , ficamos pensando que estão famintos , e eles sabem direitinho pedir mais comida ou guloseimas de uma forma irressistivel!! Pois saiba que esse comportamento foi herdado de seus ancestrais, que tinham comida escassa e não sabiam quando poderiam jantar a próxima caça.
Não é bom mudar o alimento do seu cão no primeiro ano de vida. A mudança do regime alimentar também é uma causa frequente de diarreia nos cães jovens, menos tolerantes do que os adultos as variações. Se possível, continue alimentando o que o criador dava ou de algo similar. Não é uma boa ideia experimentar comidas diferentes. Toda modificação nutricional deve ser feita progressivamente,a fim de que o cão se adapte sob os aspectos gustativos,digestivo e metabólico para dar tempo para que as microflora intestinal se reconstitua especificamente para digerir o novo alimento. Também é aconselhado iniciarmos a alimentação para cães adulto mais cedo. Mesmo que o Malamute seja considerado adulto aos 18 meses. A maioria dos proprietarios e criadores mudam gradualmente os alimentos de filhotes para alimentos de cães adultos no período 8 a 10 meses. Pesquisas indicam que a alimentação para filhote dado por muito tempo , pode aumentar a incidência de displasia coxofemoral em cães com predisposição a este problema de saúde. Discuta com o criador e o seu veterinário qual é a melhor época para introduzir alimentação de adulto. E atenção!! A suplementação anárquica de cálcio é particularmente perigosa para o filhote de raça grande, só de após uma avaliação medica veterinária.
Estabelecer hábitos alimentares rotineiros alimentando um filhote no mesmo lugar e à mesma hora todos os dias é recomendável e pode ajudar a treiná-lo a se comportar bem em sua casa. Oferecer alimentos humanos da mesa não é recomendável porque isto encoraja o animal a pedir comida toda vez que vê alguém na mesa.
Cães da raça Malamute do Alasca não precisam de quantidades colossais de alimentos ,estes cães tem um metabolismo bastante particular que permite economizar energia ao máximo. Geralmente , eles precisa de menos comida comparada a outras raças do tamanho grande. Estes cães evoluíram em ambientes duro e implacável , onde a comida era escassa, e, como resultado , seus corpos se adaptaram para processar os alimentos de forma muito eficiente. Cães de trenó pode extrair uma porcentagem relativamente alta da energia e nutrientes de seu alimento em comparação com outras raças. Frequentemente as instruções de alimentação fornecida pelos fabricantes de alimentos comerciais irá sugerir mais alimentos do que o necessário para este tipo de cão, geralmente estas rações não são para raça específica.

Canil de Malamute do Alasca Firewalker

A maioria dos Malamutes amam comida! Você pode até ser enganado e pensar que estão famintos! Eles são muito bom em implorar por mais alimentos! Alguns malamutes até mesmo desenvolvem técnicas para pedir mais comida. São otimos atores! Também não perdem a oportunidade de rouba-las. Malamutes não vão parar de comer e isso pode levar a problemas sérios de saúde! Claro que você não vai dar o que ele quer. É muito importante saber certo a quantidade diária a ser dada ao seu Malamute.
"Cada raça de cão tem seu próprio conjunto de exigências nutricionais.Este conjunto único de exigências nutricionais foram passadas de geração em geração. Não podemos mudar a composição genética dos animais que se alimentam apenas expondo a uma dieta diferente em uma pequena quantidade de tempo. Portanto, é sugerido que os Malamute se alimente de fontes de nutrientes que são semelhantes aos encontrados no ambiente nativo de seus ancestrais ( fontes que não são estranhos aos sistemas digestivo e glandular do Malamute do Alasca e que são fáceis para eles assimilarem) , obtendo um equilíbrio de proteínas, carboidratos, ácidos graxos, vitaminas e minerais que correspondem a necessidades nutricionais específicas da raça , aquelas que tenham sido passados por seus ancestrais.O malamute do Alasca originária da região do Ártico , por muitos anos, esta raça do cão se baseou nos alimentos comuns da região, como a carne de baleia, salmão, carne de foca , peixes (halibut).Tais alimentos são difíceis de encontrar , inclusive em alimentos comerciais. Hoje, a dieta recomendada para o malamute do Alasca é uma combinação de arroz, cordeiro, aves e peixes. Estas quatro fontes de alimentação fornecem alto conteúdo de minerais, bem como os óleos naturais que são essenciais para um saudável malamute do Alasca. É a base de uma dieta ideal para os malamutes. As piores misturas de alimentos para a raça são os produtos alimentares à base de soja, milho, polpa de beterraba, carne bovina e subprodutos de carne." "What to feed an Alaskan Malamute" , escrito por W.D. Cusick (perito em nutrição de cães e autor de livros sobre este tema).




Quando um cão atinge a maturidade, ele entra no período de manutenção. Os animais saudáveis e que não estejam, gestante, amamentando , trabalhando ou é um cão desportista ; têm necessidades nutricionais relativamente baixas para manter um estado corporal apropriado. Um bom estado corporal é aquele em que o animal está bem proporcionado, com uma cintura perceptível atrás das costelas, podendo-se, ao apalpá-las, sentir uma fina camada de gordura sobre elas. Assim como acontece com os seres humanos, o apetite de um cão pode variar de dia para outro. Isto não deve constituir nenhum problema, a menos que a perda de apetite persista por mais de dois dias ou se o cão apresente sinais de doença ou perda de peso. Nestes casos, leve o cão a um veterinário.





O cão idoso tem o seu metabolismo mais lento e a sua necessidade calórica diminui. Seu nível de atividade também é reduzido e isso pode levar a obesidade. A obesidade não só acarreta problemas estruturais , ela também pode provocar outros problemas de saúde e até mesmo levar a anemia. "Os cães idosos têm tendência de acumularem mais gordura. Esta gordura também se infiltra na medula, que é a responsável por criar as células vermelhas no sangue (que são as células que carregam e distribuem o oxigênio no organismo), as células brancas (que combatem as infecções, etc.) e as plaquetas (que auxiliam a coagulação). Se a medula é substituída por gordura de modo exagerado, o cão pode tornar-se anêmico. Esta é uma das razões pelas quais é recomendado que os cães façam um exame completo de sangue como parte de seu check-up anual. (fonte: Jornada do conhecimento Tecsa - Tecsa diagnóstico pet).
 A alimentação deve ser adaptada as carências de cada individuo, pois apesar de raramente ser suficiente para curar uma patologia , pode impedir a sua evolução. Uma alimentação equilibrada e bem adaptada pode prolongar muito a vida do animal. Deve-se ter em mente que a velhice não significa necessariamente um cão abatido e que a idade não deve ser o critério principal numa dieta. Por exemplo, um cão de 13 anos, que não tenha problemas de saúde pode comer uma dieta simples mas equilibrada , enquanto que um cão de seis anos que tenha diabete , insuficiência renal ou problemas cardíacos deve seguir uma dieta especial .
Com o envelhecimento, o cão passa a se comportar de maneira diferente, ficando mais quieto, com menos disposição e paciência e, algumas vezes, mais intolerante. No aspecto biológico, o animal idoso passa a ter maior dificuldade digestiva e perde, consideravelmente, a capacidade olfativa , são mais propensos a desenvolver doenças na gengiva e dos dentes, e isso muitas vezes pode ser doloroso, causando uma perda de vondade de comer. Alimentação adequada , consultas e exames clínicos de rotina e atenção a mudanças no comportamento do animal são cuidados que o especialista da geriatria veterinária recomenda a todos os donos de cães idosos.

Referencias:

 W.D. Cusick  - "What to feed an Alaskan Malamute"
http://www.wdcusick.com/AlaskanMalamute.html
 
O'Mal Alaskan Malamutes - "Feeding your Malamute"
http://www.omalmalamutes.com/omal/food.htm
O'Mal Alaskan Malamutes - "Golden Years" ( cães idosos )
http://omalmalamutes.com/omal/olddogs.htm
 
 Food Basics 101 - "Nutrition And Your Alaskan Malamute"
http://www.alaskan-malamutes.org/alaskan-malamutes-nutrition.htm
 
the Q&A Archives - "What kind of dog food is recommended for Alaskan Malamutes?"
http://www.faqs.org/qa/qa-16963.html
 
Wildpaw's Alaskan Malamutes Discussion Group - "Sensitive Stomach"
http://www.wildpaw.com/forum/index.php?showtopic=10969
 
Dogs NSW- "Feed your breed"
http://www.dogsnsw.org.au/resources/dogs-nsw-magazine/articles/nutrition/179-feed-your-breed.html
 
Enciclopédia Nossos Amigos Os Cães- Editora Planeta
Enciclopédia do Cão - Royal Canin - Editora Aniwa Publishing

segunda-feira, 7 de março de 2011

Possiveis Problemas de Saúde Hereditários

Estes cães geralmente são animais muito saudáveis, mas como qualquer outra raça de cães, o Malamute do Alasca está sujeita a uma variedade de problemas de saúde. Elas podem ser hereditária , congênita ou adquirida devido a lesões ou condições ambientais.
 A maioria dos problemas de saúde hereditárias do Malamute também são encontradas em cães de porte grande e raças nórdicas.
Doenças hereditárias que podem afetar o Malamute do Alasca:
  • Displasia da Anca
  • Displasia do cotovelo 
  • Condrodisplasia : esta doença é frequentemente confundida com um tipo de nanismo quando o fato, trata-se deformação do membro e membros curtos. Normalmente, um cão com essa condição terá outros problemas de saúde, tais como surdez.
  • Catarata juvenil , Atrofia progressiva da retina (PRA) , Glaucoma , Cegueira durante o dia (Day Blindness)
  • Coat funk
  • Coat Odor (Odor forte e azedo na pelagem)
  • Hipotireoidismo (Adquirida ou congênita) 
  • Polineuropatia (tônus muscular e problemas de fraqueza)
  • Síndrome Wobbler's (Instabilidade vertebral cervical / espondilomielopatia cervical caudal / má articulação / má formação cervical / espondiloliestese cervical)
  • Dermatose responsiva ao zinco (deficiência em Zinco devido a baixa absorção no intestinos destes cães)
  • Epilepsia
  •  Dilatação gástrica e Torção gástrica (Bloat): O risco aumenta sensivelmente se existem parentes do cão que já sofreram deste problema.Quando maior o cão mais chance de ter.

Outras doenças , como a diabetes, a displasia renal e o câncer  , também podem afetar a raça.
Sua melhor aposta ao decidir ter um Malamute do Alasca é procurar criadores desta raça e perguntar sobre os problemas de saúde que podem afetar estes belos cães. Um criador respeitável tem conhecimento sobre as questões de saúde na raça , e vai dizer como é a saúde dos seus cães. Comprar um cão de um criador reconhecido pode ajudar a reduzir as ocorrências de problemas de saúde hereditárias, pois estes querem sempre o melhor para raça , e gastam muito tempo e recursos tentando se livrar destas doenças genéticas. Você também pode minimizar alguns destes  problemas de saúde de seu cão com cuidados adequados, como por exemplos ,  evitar que o cão corra em piso escorregadio, dar uma boa alimentação respeitando as doses diaria  evitando que se torne obeso , divida a alimentação diária no minimo em duas vezes , ensine-o a comer devagar  , não deixe que ele faça exercícios uma hora antes ou logo após de ter comido , fazer exercicios diários como uma caminhada , etc.
É muito importante que cães que apresentem algum destes problemas de saúde hereditário sejam retirados da reprodução, só assim  um dia  estas doenças serão eliminadas na raça.

Para saber mais sobre estes  problemas de saúde:

"Enfermedades hereditarias del Alaskan Malamute"
http://www.alaskanmalamutes.es/raza/enfermedades.html

" Alaskan Malamute Health Issues"
http://www.malamuterescue.org/pdf/health.pdf
 
"Minnesota Malamute Club"
http://www.minnesotamalamuteclub.com/
 
"Health - Alaskan Malamute Club of America"
http://www.alaskanmalamute.org/Health%20Committee.ashx
 
  "Alaskan Malamute Health Home Page"
http://www.malamutehealth.org/
 
"Problemas de saúde em todas as raças de cães" (Petdoc.wc.)
http://www.petdoc.ws/BreedPre.htm

 "Pedigree Dog Health"
http://pedigreedoghealth.org/alaskan-malamute-disease-predispositions/
 
 

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Diferenças entre Malamute do Alaska e o Husky Siberiano

Muitas vezes confundidos os Malamute do Alaska e o Husky Siberiano apresentam diferenças bastante significativas. Ambas raças foram usadas para puxar trenós, mas sob circunstâncias diferença e por diferentes tribos de Inuit. Os Huskies Siberianos foram criados para serem usados em equipe grande, velocidade moderada , carregando peso moderado à grande distância. A raça siberiana é originária do Extremo Nordeste do Continente Asiatico , na Península de Chukchi, que limita ao oeste com Rio Kolima , onde vivia o povo Chukchi na Sibéria. Ja o Malamute do Alaska, foram criados para equipes menores, de velocidades mais lentas, transportando cargas pesadas em longas distâncias , em terrenos acidentados. Seu povo eram os Mahlemuts que viviam nas regiões do Golfo de Kotzebue e da Baía de Norton, no Noroeste do Alasca ( América do Norte ). Essas duas raças nórdica compartilham a mesma história , mas eles não são a mesma raça.







 Algumas das características diferenciadoras são:


Como o Malamute do Alaska é um puxador de carga pesada na neve, ele é maior e mais robusto que o Husky Siberiano , com maior estabilidade e força de tração. É aceito uma gama maior no tamanho, sendo as medidas consideradas ideais: 63,5cm de altura e 38,5 Kg nos machos ; e 58,5 cm e 34 kg nas femeas. Os pés são redondos, grandes para ter maior superfície de apoio (snowshoe) . Os olhos são castanho , em forma de amêndoa , tamanho médio, inseridas obliquamente no crânio. A expressão é doce ,amigavel e carinhosa. As orelhas de tamanho médio,mas pequena em relação à cabeça , situadas nas bordas externas do crânio (inseridas mais lateralmente) , eretas, triangulares e ligeiramente arredondadas nas pontas. A cabeça é ampla e profunda, em proporção ao corpo;  o focinho são mais largos do que dos siberianos. A pelagem grossa e aspera, nem muito longa e nem suave, subpêlo denso , oleoso e lanoso. A capa protetora pode ter 2,5 cm a 5 cm. Admite-se todas as cores e a única cor sólida permitida é branco. Marcas (piebald) e splash são indesejáveis. A cauda, muito densa, eleva-se sobre as costas como uma pluma.
O Husky siberiano foi desenvolvido para puxar cargas leves em rios congelados.Tamanho 53,5 cm a 60 cm e 20,5 kg a 28 kg nos machos; 50,5 cm a 56 cm e 15,5 Kg a 23 kg nas femea. Tem os pés menores e ovais para cansar menos ao correr. Os olhos amendoados, podem ser azuis ou castanhos, ou um de cada cor ou particolores ( no mesmo olho ter duas cores). A expressão é viva e amistosa , curiosa e até travessa. As orelhas são do tamanho médio, triangular, próximas entre si e inseridas altas sobre a cabeça, ligeiramente arredondadas na parte superior e portadas bem retas. A cabeça média, em proporção ao corpo. Pelagem de comprimento medio, dando um aspecto peludo mas nunca é comprido ao ponto de prejudicar as linhas claramente desenhadas do cão. O subpêlo é suave e denso e de comprimento suficiente para sustentar o pêlo externo. O pêlo externo é reto e um pouco assentado: nunca é duro e nem levantado sobre o corpo. Admite-se todas as cores, branco puro , marcas (piebald) e splash. A cauda com aparência de uma cauda de raposa , defina logo abaixo do nível da linha superior,e é portada acima das costas numa curva garbosa como a do foice.
 
 
 
 
 
 
 
Diferenças no Temperamento
  

Os Malamutes do Alaska são acolhedores, brincalhões e simpático. Demoram mais para amadurecer. Adoram estar com os seres humanos e ser o centro das atenções. São considerados mais calmos do que os Huskies. São mais competitivos com outros cães , principalmente do mesmo sexo. Podem ser possessivos com os alimentos e seus pertences.
 Os siberianos são amigaveis e gentis. São considerados mais prudentes , as vezes apresentam uma certa timidez que para quem não conhece pensa ser arrogância. Normalmente, aceita melhor outros cães. São considerados mais ativos , fujões e independente do que os Malamutes.


O que as duas raças tem em comum


São inteligentes , curiosos , com um sentido muito profundo de hierarquia e do grupo social, são considerados teimosos para adestramentos, caçadores natos , uivadores , cordiais com estranhos e por isso não são cães de guarda , precisam de exercicios para não ficarem entediados e se tornarem destrutivos, não devem andar sem coleira e trocam de pêlo duas vezes por ano.
Ambos cães são maravilhosos e apaixonantes, mas nem todas pessoas estão aptas para te-los.




  • Meu vizinho disse que seu cão é um malamute mais ele não é tão grande como esperava?
 Devemos levar em conta que a nem todos cães seguem a risca o padrão de sua raça. Vc pode ter um malamute com tamanho de um husky ou um husky de altura superior , estes cães estão fora do padrão desejado de suas raças. O mesmo pode acontecer com o temperamento.
Também pode ser que o cão seja um Alusky. Os Aluskies são cães mestiços , cruzamento entre o Malamute do Alaska e do Husky Siberiano. Não são reconhecidos pelas  FCI / AKC . Neste caso, o cão tera a combinação das caracteristicas e do temperamento de ambas raças.

  • Ahhh...então nunca houve cruzamento de uma raça com a outra ?
 Há um pequeno percentual da raça Malamute do Alaska na raça Husky Siberiana.
Para quem tiver interesse é so ler este site:
 "Our Alaskan Malamute Percentage - A study of the influence of the confirmed Malamute % in American Bred Siberian Huskies"




 

Grafico criado por Wendy Willhauck com as diferenças
http://www.minnesotamalamuteclub.com/malvsibe.htm
 
Diferenças entre os Malamute do Alaska e Husky siberianos com fotos comparativas:
http://www.alaskanmalamutes.es/raza/husky.html
 
Diferença entre os Malamute do Alaska e Husky siberianos por Wayeh Alaskan Malamutes & Siberian Huskies
http://www.wayeh.com/aboutsleddogs/description.htm



Husky Siberiana Mirra e Malamute do Alaska Qilaq
















terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Orelhas

Padrão da raça: " As orelhas são de tamanho médio, pequenas em proporção a cabeça. O formato da metade distal das orelhas é triangular, com as pontas sutilmente arredondadas. Inseridas bem separadas, nos bordos posteriores externos do crânio, com a metade inferior inserindo-se no crânio, alinhada com o canto superior do olho, dando a impressão, que as pontas das orelhas, quando eretas, emergem do crânio, e voltam-se ligeiramente para a frente mas, quando o cão está trabalhando, às vezes, as orelhas ficam dobradas contra o crânio. Orelhas de inserção alta é falta".



Oliver's Snowolf Qilaq


O  Malamute do Alasca quando filhotes tem as orelhas dobradas e normalmente estarão completamente eretas aos 6 meses de idade. Alguns filhotes com 3 semanas de idade ja apresentam as orelhas eretas e outros demoram muito mais. As vezes uma fica em pé e a outra demora um pouquinho mais para firmar. Em outros casos , elas podem subir e abaixar aleatoriamente. Na verdade não existe uma regra de quando as orelhinhas ficarão eretas, inclusive existe a possibilidade delas nunca subirem por conta própria. Mais por que as orelhas não sobem em alguns malamutes? Pode ser genetico , ou devido a estrutura do ouvido ser muito grande e pesada (orelha de abano). Tambem é preciso analisar se o filhote não sofreu uma lesão ( caiu e quebrou a cartilagem), ou esta com uma otite , ou se falta algum nutriente. No caso de apenas uma orelha não esta levantando é bom observar se o filhote não está dormindo sobre ela. Preste atenção para que lado ele se deita, e se está esmagando ou dobrando a orelha e faça com que ele mude de lado ao se deitar.





O que fazer quando um filhote demora levantar as orelhas ? Será que posso fazer algo para ajudar a natureza? Esta é uma pergunta para ser discutida com seu veterinario. So este poderar prescrever capsulas de gelatina sem sabor ou glucosamina. Hoje em dia varias rações ja tem glucosamina em sua formula. Se o seu veterinario for homeopata uma formula com calcarea será bem vinda. Se voce não tiver sucesso e decidir que as orelhas realmente precisa ficar em pé , veja com o veterinario algum método de apoio estrutural , e quanto mais cedo começar , mais chance de sucesso terá. Mas saiba que se a orelha não ficar ereta isso é so um fator estético e não de saúde. Ele não vai deixar de ser um malamute e você deve amá-lo do jeito que ele é.






Segue abaixo otimos sites sobre o assunto:

 Método  para fazer as orelhas ficarem em pé (Taping floppy ears)
http://minnesotamalamutes.angelfire.com/tapingears.html
 
Floppy ears
http://omalmalamutes.com/omal/ears.htm
 

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Os Gigantes Malamutes do Alaska

De todas as raças reconhecidas como cães de trenó , o Malamute do Alaska é considerada a maior. Deste o inicio , Eva Seeley procurou exemplares de cães de trenó do tipo grande , criando a linhagem Kotzebue. Novas linhas apareceram , os M'Loot e os Hinman-Irwin ; estes tinham cães decididamente maiores do que os Kotzebue. Robert Zoller combinou as linhas Kotzebue, M'Loot e Hinman-Irwin no programa de melhoramento da raça , e desenvolveu a linhagem dos "Husky-Pak". Hoje , a raça Malamute do Alaska é resultado dos descentendes de toda estas linhas de sangue, portanto é de se esperar esta abrangencia no tamanho.

Tamanho padrão da AKC :
"ALTURA: existe uma gama natural de tamanhos na raça.

As medidas ideais para cães de tração são:
Machos: 63,5 cm, na cernelha – 38,5 quilos.
Fêmeas: 58,5 cm, na cernelha – 34 quilos.

O tamanho não devem ser mais importantes que às sobre o tipo, proporção e atributos funcionais, como ombros, peito, patas e movimentação. Quando forem julgados cães equivalentes no tipo, proporção e atributos funcionais, se deverá optar pelo mais próximo do tamanho ideal para cães de tração".

Um assunto muito discutido e que divide opiniões, é o tamanho dito como ideal para um cão de tração. Sabemos que em qualquer ninhada de cães existe a possibilidade de nascer cães maiores ou menores , e conforme o seu padrão , serão desejados ou não para o que foram selecionados.
Ha criadores que consideram o tamanho descrito no padrão o mais correto para eficiencia de puxar um trenó a longo prazo , sem cansar , ou se machucar e consumir menos comida. Alegam que raças gigantes não são projetados para funcionar durante todo o dia. Eles tendem a superaquecer, desenvolver dores nos pulsos e ombros, e geralmente apresentar problemas em suas estruturas como displasias e precisam de mais alimentos.
O Canil Snowlion diz ter Malamutes de tamanho adequado, com bons ossos e patas, apresentando corpos magros e compactos. O Canil alerta para o perigo de oferecer uma super alimentação no intuito de promover uma extrema taxas de crescimento ,  e orienta , caso alguém deseja adquirir um "over-sized" Malamute ( Malamute gigante) : " Faça o criador dar uma garantia escrita de uma restituição ou a substituição de filhote se este se tornar displásico. Certifique-se há pelo menos três gerações de OFA ( the Orthopedic Foundation for Animals) ou na PennHip ( Universidade da Pensilvânia   ) .  As pessoas costumam superestimar o tamanho de seus malamutes do Alaska. O casaco de pesada espessura faz um cão parecer maior do que realmente é ". Em seu otimo site ensinam como medir a altura do seu Malamute e apresenta uma tabela de altura e peso. "A medição cuidadosa vai lhe dar uma melhor idéia das proporções do seu cão e se ele pode precisar de perder um pouco de peso. Dizer a um criador o peso de seu cão faz pouco diferença para indicar o seu tamanho real, especialmente porque atualmente ha muitos cães obesos."

Gráfico para Malamute do Alaska Adulto do Canil Snowlion (E.U.A)

Tamanho / Peso (valores convertidos)

55,88 cm - 30 kg a 32 kg

58,42 cm - 32 kg a 34 kg

60,96 cm - 34 kg a 36 kg

63,50 cm - 36 kg a 38 kg

66,04 cm - 38 kg a 40 kg

68,58 cm - 40 kg a 43 kg


Observação: o tamanho se refere à altura da cernelha (ombros) ao chão.



Para o Canil O'mal esta história de gigantes Malamute do Alaska é uma criação moderna dos dias de hoje. "Malamutes do Alaska são grandes, mas não são uma raça de gigantes, porque menor tinha uma melhor utilização dos recursos. Um Malamute gigante é muitas vezes chamado de "Mackenzie River Husky", estes tem menos resistência para sobreviver no frio intenso e exigem maiores quantidades de alimentos que uma família de esquimós poderia proporcionar. Eu realmente acho que as pessoas que produzem apenas pelo tamanho está fazendo um grande desserviço a todos os Malamutes. A estrutura,a saúde e o temperamento são importantes demais para escolher apenas uma característica , o tamanho. Assim como qualquer tipo de "gigante" na natureza é susceptível de ter mais problemas de saúde e vida mais curta. Estão mudando cão e talvez eles estão fazendo uma nova raça. Um gigante não teria sobrevivido no Ártico. Os Malamutes tinha que ser muito forte para seu tamanho e consumir menos recursos (alimentos). Um fato simples é que um cão grande que come muito , cansa muito facilmente ao puxar. você vai ver como alguns dos Malamutes gigantes são puxadores de peso fantástico , no entanto , realmente o Malamute deveria ser um cão de resistência , puxando cargas pesadas por longas distâncias. O Weight pulling (apesar de ser um grande esporte) oo cães competetem puxando cargas muito pesadas em distâncias muito curtas (cerca de 15-30 pés). Se você olhar para velhas fotografias dos cães expedição Byrd e versões anteriores, você vai notar que eles não são enormes. Os inuit viviam em uma dieta de fome e por isso tinha pouco alimentos para dar aos seus cães.
No verão os cães eram muitas vezes abandonados em uma ilha para a sobreviver , aqueles que eram demasiado grandes e lentos na captura de presas morriam. Também eles foram um cão afretamento , quando o Inuit queria ir, eles arrumar seus pertences em trenós grande e os cães levavam para a próxima parada. Eram apenas ajudantes puxando os pertences da família por milhas e milhas de terreno. Também não fazia sentido ter um cachorro grande no lugar de vários cães pequenos como eu já vi declarado. Se você tivesse que comer um cachorro para sobreviver , pelo menos você ainda tinha um casal de cães de raça para o futuro , se você tivesse apenas um e tivesse de comê-lo, você estaria sem sorte!!"




WAKON'S TITAN

Ja para Marlene Ross of Wakon os malamutes do Alaska gigante são os puros descendentes do tipo M'loot que vivia com os antigos povos Inuit no alto do Ártico, a centenas de anos atrás. Marlene dedicou mais de 50 anos de sua vida à preservação destes magníficos gigantes, carinhosos e trabalhadores do norte
" Estes Malamutes gigantes eram conhecidos por serem os mais fortes e os maiores puxadores de trenó e animais de carga. Note-se que o seu serviço não afetá-los mantendo o mais doce e de disposição amorosa. Serviram aos seus proprietários amado esquimo, fornecendo proteção contra ursos polares e puxando trenós pesados a milhares de quilômetros, mesmo suportando 70 graus abaixo de zero e nevascas. Estes Malamutes gigante muitas das vezes ficavam no iglus para cuidar das crianças e faziam a maior diferença entre a vida e a morte para os seus donos, no mais duro e severo de todos habitar.
Muitas das raças de cães de hoje são de tamanho e qualidade inferior, para não falar , muito mal humorado, servindo uma réplica muito triste de sua estatura original e habilidades, devido à ignorância humana nas repercussões genética de seus hábitos impróprios. É uma tragédia que esses menores, Malamutes mal humorados estão sendo vendidos como um Malamute do Alaska de padrão ideal , porque o malamute do Alaska é suposto ser o maior dos cães de trabalho de trenó no Ártico.
Malamutes do Alaska são cães de trabalho no mesmo contexto de um cavalo de trabalho. Estes cavalos grandes ( Maior do que um cavalo de sela) puxaram os vagões cobertos em toda a América e lavraram os campos dos pioneiros. Alguém já ouviu falar de ridicularizar os proprietários de cavalos de esboço, dizendo que o cavalo era muito grande seria considerado louco, devido à quantidade de trabalho exigida pelos pioneiros para simplesmente sobreviver.
Os Malamutes foram criados para puxar a maior carga sobre a maior distância. Aprendi que para o esquimo seria melhor ter um cachorro enorme que poderia fazer o trabalho do que três menores. Foi esse conhecimento que levou os esquimós práticar umas das melhores práticas da criação na terra. Eles precisavam de um cão tão grande para sobreviver e fizeram o melhor programa de criação seletiva de qualquer lugar na Terra. Se o cão não tinha pelagem perfeita e ideal, pernas, pés, corpo e temperamento, ele não poderia sobreviver a um ambiente tão severo. Parece ridículo que alguns criadores querem mudar o Malamute do Alasca em uma pequena bola de cotão empinado, que viagens para exposições , numa mostra que exibe apenas a presença de ar entre as orelhas, em vez de um cérebro!
Malamutes "Wakon" são gigante do Alaska resultado de um tipo verdadeiro dos M'loot , geneticamente puros de Malamute. Esta situação é evidenciada por sua inteligência, dedicação e disposição amorosa típica de seu antepassado do Artico e Património da Humanidade. Gigantes Wakon Malamutes do Alaska adoram crianças e são os melhores cães de família. Eles têm uma personalidade lúdica e não querem mais nada do que agradar e passar tempo com você, o seu líder. Como tal, eles contam com você para obter instruções e disciplina. Você pode contar com um malamute do Alaska gigante Wakon para lhe trazer muitas alegrias, amor e devoção em sua vida que você sempre vai querer ter um olhar a cada dia amoroso. Estes malamutes realmente falam com sua alma e são sagrados".


O Canil Hudson é um dos canis que seleciona procurando qualidade,temperamento e tamanho. Ele cita Robert Zoller e Arthur Walden :
"Apesar do que diz o nosso padrão, eu não estou nada convencido do tamanho afretamento ideal . Essa afirmação foi um compromisso, o melhor que poderíamos fazer, então, e melhor sorte do que o jeito que estava. Mas, eu sempre senti o Malamute original era um cachorro grande, mesmo depois de muitas gerações de sobrevivência em um ambiente hostil. Eu acho que as fotos antigas mostram isso. Na década de 1950, perto de Lake Placid, NY, realmente eu vi ,sendo honesto a Deus, Malamutes de bom tipo, que foram levados para fora do árticos por Jacques Suzanne, eles eram maiores do que qualquer Malamutes que eu tenho visto antes ou desde então.Por muitas razões, foi me dito que quem já trabalhou cães de trenó descobriam que cães de grande porte eram muito menos eficiente do que os mais pequenos. Que os maiores eram desajeitados e propensos a problemas de saude. Não sendo um motorista de trenó , eu não podia argumentar. Mas agora que a opinião tem sido feito , parecer tolo, por Will Steger e seus companheiros galante que viajou totalmente através da Antártica em que tem de ser dito o maior feito da resistência humana e canina já nesta terra. Eles realizaram com as equipas de cães de 45,5 (100-lb) e seu desempenho foi magnífico!" (Robert Zoller)


Hudsons Malamute Tok



 "Também é interessante que Arthur Walden trouxe Malamutes e outros cães de trenó para a New England, do Alasca e Yukon, preferiu a cães maiores de 54 Kg a 75 Kg (120 lbs a 165 lbs) para o afretamento. Sr. Walden realmente levou os cães na década de 1890 ( antes e durante corrida do ouro), para a sua empresa afretadora. Ele adquiriu os seus cães a partir do Innuit e aprendeu com eles.Ele foi capaz de sobreviver na dureza do Ártico e manter seu negócio afretamento por causa de seus cães, o único transporte confiável por lá."
Fonte: http://hudsonsmalamutes.com/


Filhotes do Canil King Fisher's Malamute - localizado "Copper River Valley / Alasca" 



Um Malamute acima de 45 kg ( 100 pound ) ja é considerado um gigante.
Alguns criadores questionam se os  Malamutes gigantes  não teriam genomas dos cães Mastiff Tibetano , ou se outras raças , como o São Bernardo,  foram integrados para fazer os gigantes Malamutes.





O Canil Mystic Wind de Minnesota diz que a espaço para ambos malamutes , grandes ou gigantes.
"Opção diferentes para pessoas diferentes! Estes são alguns pontos positivos e negativos. Todo mundo quer algo diferente, e então isso significa que não há nenhum tipo certo ou errado do cão, assim como não há raça certa ou errada, e nenhum cão é "melhor" ou "inferior" ao outro. Esta página é simplesmente uma ferramenta para lhe dar algumas idéias do que esperar nos vários tipos e tamanhos de Malamute do Alaska hoje disponíveis, a fim de ajudá-lo a descidir certo conforme o seu estilo de vida.
Se você tiver qualquer coisa que você gostaria de adicionar a qualquer lista, envie um e-mail com suas sugestões.

Gigante Malamute do Alaska:

Vantagens:

1. Muito pateta, personalidades tipo de palhaço.
2. Divertido de assistir.
3. Muito fácil de se conviver.
4. Ansioso para agradar.
5. Mais emocionalmente em sintonia com você.
6. Parece se preocupar com você como prioridade.
5. Menos teimoso.
6. Mais Fiel.
7. Mais como um laboratório, em seguida, uma raça do Norte.

Desvantagem:

1. Mais problemas de saúde.
2. Não  corre muito rápido ou longas distancias  após 3 anos.
3. Mais curto período de vida (8-10 anos)
4. filhote de cachorro por mais tempo ( quanto maior cão será, mais tempo eles levam para chegar à maturidade). Isto significa que você estará lidando com um filhote de cachorro gigante de 3 anos e depois passará de 8 a 10 anos.
5. Come muito. Não se deixe enganar. Um cão de 68 kg ( 150 pound ) come exatamente o quanto você espera de um enorme cão. 
6. Então eles comem tanto que eles não podem fazer seu trabalho.
7. soltam grande quantidade de gás.
8. desajeitado
9. Muito triste, o público, a polícia , os vizinhos,  sem nenhuma razão , você nem sabe mesmo  o motivo real ; eles podem "ooh" ! "Ahh! ", e ser todo sorrisos para a cara do seu cão, mas nas suas costas , eles , provavelmente, em reuniões vão discutir como fazer para você e seu cão gigante sair do seu bairro. Não importa quão suave é o seu cão, as pessoas simplesmente não gostam  deles . Pode tornar-se deprimente quando você perceber que sua melhor amiga começa lentamente te tirar dos eventos, encontros , viagens , passeios , e muito mais, porque você não pode com o calor.

Dentro do Padrão Desejado

Vantagens:

1. Energético.
2. Pode acompanhar você em qualquer lugar.
3. Mais fácil de levar nos lugares.
4. No calor do público (o público não gosta de cães gigantes! Não é, no fundo, eles não sabem)
5. Ideal para ski-jouring, trenós puxados por cães, corrida, caminhada, crianças, etc.
6. Usa o bom senso.
7. Não vai correr sobre o gelo fino ou fora da extremidade de um precipício.
8. Podem fazer o que eles foram criados para fazer.
9. Inodoro.
10. Comem muito menos
11. Ágil e rápido.
12. Menos propenso a acidentes.

Desvantagem:

1. Às vezes demasiado elevado de energia.
2. Lembre-se: a energia física alta, a energia mental alta. No mundo cão, que pode significar ficar em apuros se não for mantido em estimulada educação.
3. Teimoso / cabeça dura
4. Tende a ter mais atitude " Não fica nervoso, desconte!" .
5. Mais destrutivo. Não se engane: quanto menor o cão (de quase qualquer raça), maior a energia.
E isso equivale a mais destruição, a mastigação, a recusa do treinamento, usando os seus resíduos para a sua vantagem, e assim por diante. Mesmo que um cão gigante tem a capacidade de destruir mais coisas, eles geralmente não fazem, porque eles não têm a energia.

*Estes são apenas generalidades.
Isto é o que tenho observado em milhares de cães grandes e pequenos, em Malamutes de todos os tamanhos, e os cães de trenó.
Esta lista não significa que não possa ter a outros traços, ou vice-versa.
Se alguém se ofende com listados aqui  ou tem alguma outra sugestão, por favor me envie um e-mail. Estou sempre aberto para opiniões.
Suas sugestões são de todo o coração e para o amor da raça, vou colocá-los".

para ver o texto original: http://minnesotamalamutes.angelfire.com/giantorstandard.html


















Não tem como não ficarmos maravilhados com estes Malamutes gigantes , são belissimos! Mais devemos entender que um criadores não devem selecionar apenas pelo tamanho. Eles devem sempre pensar na saude e temperamento dos futuros cães, sendo eles cães de trenó ou de estimação , grandes ou gigantes!




Outros Criadores de Malamutes Gigantes:
http://www.alaskamalamutes.com/
http://www.arcticlegends.com/
http://lonestaralaskanmalamutes.com/tatonka.html

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Pelagem

O revestimento do Malamute do Alasca é um exemplo de desenvolvimento específico da raça. O subpêlo fornece proteção adequada para o clima nas mais severas condições meteorológicas. Denso e lanoso (conforme definido no padrão da raça), é uma maneira de ser como uma "roupa de baixo isoladora". Ja o revestimento de cima protege o subpêlo desviando a neve e o vento para fora da pelagem. O Cabelo é visivelmente mais longo em algumas partes e servem para oferecer uma proteção máxima em certas partes do cão. Os Malamutes trocam de pêlos duas vezes ao ano com grandes quedas e necessidade de escovações. Durante os meses de  verão  normalmente  têm uma pelagem mais curta e menos densa. Os Malamutes mostram-se naturalmente numa exposição. A tosa não é aceitável, exceto para dar uma aparência limpa aos pés.
Existem diferentes comprimentos nos revestimentos do Malamute do Alasca , uma considerada normal e desejavel , e outra apresentando uma pelagem mais longa. Há discussões interminaveis entre criadores sobre este assunto. Na pelagem longa , o  pêlo velho ( pêlo morto ) não cai como num cão de pelagem normal . Estes cães de pelagens longas devem ser mais penteados , sendo um dos motivos de afirmarem que este tipo de revestimento não é correto , apesar de o gene está em praticamente todas as linhas. Os Inuit pre-históricos não teriam tempo ou interesse em "pentear" os seus cães , estes cães com a pelagem emaranhada e pesada por segurar o gelo e neve, teria sido uma desvantagem para a sobrevivência.  Normalmente os criadores da raça direcionam estes cães de pelagem longa  para lares como animais de estimação.



É muito dificil dizer exatamente como será a pelagem de um filhote quando estiver adulto. Um criador com muita experiencia poderá fazer uma estimativa  para o revestimento dos cães adultos baseados em outros longos casacos na linha.  Nichole Royer com sua experiencia diz que ao observar um filhote de 5 semanas de idade na luz do sol  , se voce ver o revestimento protetor ( pêlo de cima) um pouco maior do que o subpêlo , criando um efeito circular em volta do corpo ( effec halot ), este tera pelagem curta.


Filhote de pelagem curta , o pêlo de cima é um pouco maior que o subpêlo

Ja no filhote de  pelagem longa a aparencia do pêlo é de "bola de algodão", voce não nota tanto a diferença no tamanho do revestimento de cima e do subpêlo.



Filhote de pelagem longa ,  não se nota muita diferença do pêlo de cima e do subpêlo


 Mas  o comprimento da pelagem e a textura que um cachorro terá, no entanto, não será conhecido até que este esteja com um ano de idade ou mais.
Varios criadores no exterior fazem o teste de DNA para saber se o cão tem o gene da pelagem longa, porém  não há nenhuma comprovação cientifica comprometendo a saúde do cão , e não deve ser apresentada como tal. O teste para pelagem longa não é atestado de doença ou considerado um "exame de saúde".
Pelagens considerada curta ou longa , em ambos os casos , a escovação é vital para manter um pêlo saudável e limpo. É preciso retirar os pêlos mortos para  manter uma boa ventilação da pele. A falta de escovação principalmente na epoca da troca , faz com que os pêlos mortos se acumulem e se não forem retirados podem trazer complicações na pele como dermatites.


Site explicando os diferentes comprimentos do revestimento no Malamute do Alasca
por Nichole Royer
http://nicholescritters.homestead.com/malcolorgeneticsCoatLength.html

  "Arctic Shores Kennels"  criador de cães nordicos com  revestimento longo ( Wooly Coats)